Sony retira o PSP do mercado

PSP Zuti

 

A Sony deixará de fabricar o PSP (PlayStation Portable) depois de 10 anos no mercado. A empresa japonesa de eletrônicos e entretenimento agora promove seu sucessor, o PlayStation Vita.

A empresa baseada em Tóquio informou na terça-feira que os carregamentos de PSP para a América do Norte terminaram em janeiro e no Japão o console já não vai ser mais vendido a partir desse mês, enquanto na Europa as vendas também encerrarão ainda este ano.

A empresa está oferecendo descontos para a compra do Vita e downloads de jogos para os proprietários de PSP japonês, mas ainda não foi decidida se essas ofertas serão oferecidas para os usuários de outros países.

Até dois anos atrás, quando foi realizada a última contagem, já tinham sido vendidos mais de 76 milhões de consoles PSP, que estão à venda desde dezembro de 2004.

Os dispositivos de video game portáteis têm problemas para competir com a crescente popularidade dos smartphones e outros dispositivos. A Sony relatou uma perda de 300 milhões de dólares para o ano fiscal e é esperado que esses números negativos se repitam este ano.

Publicidade

Alguns analistas acreditam que o portátil Vita não terá vendas significativas. A Sony não sabe a venda global de unidades do Vita já que combina o total com as vendas de PSP.

O dispositivo portátil Sony teve forte concorrência de sua rival japonesa Nintendo 3DS, mas ela tem lutado para manter o ritmo de vendas do seu portátil.

PSP – PlayStation Portable

Publicidade

Revelado pela Sony em 11 de maio de 2004 na E3 2004 e lançado primeiramente no Japão em 12 de dezembro de 2004, o PSP é o único console de videogame portátil que utiliza um formato de disco óptico, o Universal Media Disc (UMD), como seu meio de armazenamento primário. Outras características distintivas do console incluem sua grande tela, recursos de multi-mídia robustos e conectividade com o PlayStation 2, PlayStation 3, outros PSPs e Internet.

ZUTI